6.jpg

Formações Pedagógicas

     As formações ministradas pela Impare e oferecidas às Redes e Sistemas de
Ensino, têm como escopo qualificar o corpo docente e as equipes gestoras de
escolas da Educação Básica, por meio de formações continuadas que instiguem os educadores a pensarem sobre o contexto sociocultural atual, dando “ferramentas” de apoio didático-pedagógico para que eles possam compreender as demandas da Educação do Século 21 e pôr em prática, junto aos educandos, uma “nova” pedagogia. Isso porque, a Impare se alinha a preceitos epistemológicos e legais (nacionais e internacionais) que balizam a Educação atual como um instrumento de fomentar Competências Cognitivas e Competências Socioemocionais na formação integral dos educandos.

 

  Para que possam dar conta dessas novas demandas educacionais, a Impare oferece formações pedagógicas aos docentes e aos gestores escolares por meio de Assessorias Técnicas e Pedagógicas (presenciais e a distância, via Plataforma Impare), nas quais os educadores são sensibilizados acerca da relevância de se atender as demandas da Educação do Século 21, de se desenvolver integralmente os educandos e de se fomentar competências na escola, por meio de discussões e reflexões que os possibilitem se apropriarem de conceitos importantes. Além do mais, nas Assessorias, eles são capacitados para que possam utilizar os recursos metodológicos que a Impare oferece, bem como são capacitados para que possam criar seus próprios recursos metodológicos alinhados com as demandas atuais e com as políticas públicas educacionais vigentes.

Formações presenciais

As formações presenciais são realizadas no próprio município ou escola, na qual a equipe de formadores da Impare se desloca até o local a fim de atender a temática escolhida pela Secretaria Municipal de Educação ou pela Escola.

Formações à distância

As formações oferecidas pela Impare Educação, na
modalidade à distância, se dão via nossa Plataforma on-line exclusiva. Na Plataforma, há materiais inéditos e inovadores, com conteúdos atualizados acerca das demandas da Educação do Século 21, na qual docentes e equipes gestoras têm acesso a Videoaulas, E-books e Podcasts que contribuem para sua formação continuada, assim, como oferecem instrumentos práticos para que possam atender as tarefas a serem desempenhadas nos espaços escolares nos quais atuam. Esses conteúdos são elaborados pela nossa equipe multidisciplinar a partir de pesquisas acadêmicas.

Confira alguns momentos:

Formadores

Tatiane Peixoto Isaia

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Maria (2004). Especialista em Gestão Educacional pela Universidade Federal de Santa Maria (2006). Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (2008). Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSM. Trabalhou como Tutora a distância no Curso EaD de Licenciatura em Educação Especial e no Curso EaD de Pedagogia da UFSM. Foi Professora Titular e Professora Conteudista no Curso EaD de Pedagogia da UFSM, elaborando Material Didático. Atuou como professora em cursos de pós-graduação voltadas para a área da Educação no CENSUPEG. Atuou como Professora Substituta do Departamento de Metodologia do Ensino do Centro de Educação da UFSM, ministrando aulas no Curso de Pedagogia Presencial Diurno e Noturno. Atuou como Professora Substituta do Departamento de Administração Escolar do Centro de Educação da UFSM, ministrando aulas nos Cursos Presenciais de Licenciatura em Pedagogia, Educação Especial, Matemática, Teatro e Filosofia, bem como no Programa Especial de Graduação. Atuou como Professora Alfabetizadora, servidora pública, na rede municipal de ensino de Itaara/RS. Atuou como Professora da Educação Infantil, servidora pública, na rede municipal de ensino de Itaara/RS. Foi diretora de Escola de Ensino Fundamental, bem como diretora de Escola de Educação Infantil. Foi Supervisora Pedagógica de Escola de Ensino Fundamental, bem como diretora de Escola de Educação Infantil. Foi professora formadora do Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), bem como Coordenadora Local do Programa. Atualmente é, Professora Titular no Curso de Educação Especial EAD/UAB, Professora Formadora na Accorsi Assessoria e Formação, bem como Coordenadora Pedagógica, Professora Conteudista e Professora Formadora da Impare Educação, atuando no contexto da Educação Básica. Presta assessoria pedagógica à redes municipais de ensino na implementação da Base Nacional Comum Curricular.

Rejane Cavalheiro

Graduada em Pedagogia com Especialização em Educação Pré-Escolar, Mestrado em Educação (2006) , Doutorado em Educação (2013) pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria. Pós-Doutorado em Educação pelo PPGE/UFSM (2017). Tem experiência na Educação Básica e Ensino Superior. É Professora aposentada do Magistério Público Estadual do RS tendo atuado como professora de Educação Infantil, Anos Iniciais do EF, Coordenadora Pedagógica e Vice Diretora. Profa. da Educação Infantil e anos Iniciais, Coordenadora Pedagógica da educação Infantil e Anos iniciais em escola confessional metodista em concomitância ao tempo de trabalho na escola pública. Profa.Formadora do Pacto Nacional pela Alfabetização-PNAIC/MEC/UFSM de dezembro 2012-2018. Realiza assessoria pedagógica à Instituições municipais e estaduais de ensino no que se refere à formação docente para a Educação Infantil, leitura e a escrita no contexto de anos iniciais do ensino básico, bem como na formação pedagógica continuada de docentes do ensino superior. Pesquisadora/CNPQ pelo Grupo de Pesquisa em Formação de Professores e Práticas Educativas: ensino básico e superior da Universidade Federal de Santa Maria GPFOPE. Pesquisadora/CNPQ pelo grupo de Pesquisa em Trajetórias de Formação de professores no Ensino Básico e Superior-GTFORMA. PesquisadoraCNPQ pelo Grupo de Pesquisa em Educação Digital e Redes de Formação-GPKOSMOS .É Membro do Comitê Consultivo Ad hoc da Revista Educação do Centro de Educação da UFSM- https://periodicos.ufsm.br/reveducacao-ISSN Eletrônico: 1984-6444 Qualis/Capes: Educação A1. 

Atriz-professora. Possui graduação em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (2007). Mestre em Educação na Linha Formação, Saberes e Desenvolvimento Profissional pelo Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (2013). Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal de Santa Maria/UFSM (2016). Atua como Professora Substituta no Departamento de Artes Cênicas, no Curso de Licenciatura em Teatro da UFSM. Também atua como professora nos Cursos de Pedagogia e Educação Especial EAD da UFSM/ UAB. É integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Imaginário Social - GEPEIS/ UFSM. Destaca-se como atriz nas produções Teatrais e Interventivas do Saca-Rolhas Teatro & Cia. Tem experiência na área da Educação com destaque na formação de professores e experiência na área das Artes Cênicas com ênfase em Direção Teatral, Interpretação Teatral e Produção Cultural.

Camila Borges Santos

Confira alguns depoimentos:

Profa Maria de Lourdes Guarda/SP

A Equipe da Impare tem profissionais bem preparados, que estimulam o gosto pela música e estimulam a alegria e a motivação, nos fazendo perceber que uma simples canção pode trabalhar várias competências e habilidades em nossas crianças

Creche Municipal Santa Clara/SP

Os encontros são maravilhosos, conseguimos tirar dúvidas para realizar um trabalho ainda melhor, e são estimulantes, uma chuva de ânimo para todas, pois o dia a dia da sala de aula, em algumas situações deixam as professoras desanimadas, espero que tenhamos muitos outros encontros

EMEI Prof Thereza Barreira Leite Motta/SP

Muito dinâmico e esclarecedor. Foi um cuidado com o professor para que ele se sinta bem e confiante para atuar em sala de aula da maneira que pede a BNCC.

Confira algumas temáticas:

O trabalho por Competências e Habilidades na escola de Educação Básica: preceitos conceituais e práticos alinhados com a Base Nacional Comum Curricular.

Escopo: Trabalhar as noções de Competências e de Habilidades por meio de exemplos práticos.

As Competências Socioemocionais: o que são, qual a relação delas com as premissas da Educação do Século 21 e como trabalhar com elas na prática pedagógica.

Escopo: Abordar o conceito de Competências Socioemocionais demonstrando a importância delas para a Educação do Século 21 e trazendo exemplos práticos de atividades que podem ser realizadas em sala de aula em prol do fomento dessas competências.

As Proposições Pedagógicas na primeira infância em prol do fomento dos Direitos de Aprendizagem e Desenvolvimento: elementos epistemológicos e práticos.

Escopo: Refletir sobre a estrutura da Educação Infantil a partir da BNCC e trazer proposições pedagógicas práticas com a intenção de ajudar os docentes a produzirem seus Planejamentos de Aula.

As inter-relações entre a Educação Infantil e os Anos Iniciais do Ensino Fundamental: as articulações possíveis a partir da Base Nacional Comum Curricular.

Escopo: Compreender a estrutura da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do EF a partir da BNCC e trazer proposições pedagógicas práticas com a intenção de ajudar os docentes a produzirem seus Planejamentos de Aula. Além de mostrar possíveis “caminhos” para que a transição das crianças da EI para o EF aconteça de maneira adequado e de acordo com as legislações educacionais vigentes.

Práticas pedagógicos socioemocionais inerentes na Educação Básica.

Escopo: Apresentar exemplos de metodologias que fomentem a consolidação das competências socioemocionais nas escolas.

A Base Nacional Comum Curricular e suas articulações com o Referencial Curricular Gaúcho.

Escopo: Discutir as premissas da educação preconizadas na BNCC e no RCG a fim de poder auxiliar os docentes a produzirem seus Planos de Estudo/Trabalho.

O Educar: o papel do servidor público no contexto da escola.

Escopo: Abordar o que, legalmente, é estabelecido enquanto prática pedagógica, a cada um dos profissionais que trabalham nas escolas.

A Educação Sensível na Educação Infantil, no Ensino Fundamental e no Ensino Médio.

Escopo: Compreender a relevância de se trabalhar com o sensível na escola e o quanto isso favorece o processo de aquisição dos educandos em relação ao aprendizado dos conteúdos escolares.

A Interdisciplinaridade no contexto escolar: a relação entre as diferentes Áreas do Conhecimento.

Escopo: Fomentar a reflexão docente acerca de possíveis metodologias que fomentem o trabalho interdisciplinar na escola de Educação Básica.

O Teatro na escola: como promover a Educação Integral.

Escopo: Refletir acerca da importância da linguagem teatral na formação integral do sujeito e apresentar sugestões práticas de como fomentar uma Educação Teatral qualificada na escola e realizada por docentes que não têm formação específica na área do Teatro.

Contando história na sala de aula.

Escopo: Apresentar algumas alternativas para a realização do Hora do Conto na escola.

O Corpo e a Educação: as relações entre razão e emoção.

Escopo: Fomentar reflexões docentes acerca da importância de se trabalhar a multidimensionalidade (física, afetiva, cognitiva, social, ética/moral e simbólica) dos educandos em todas as aulas.

A Educação Musical: premissas conceituais e práticas em prol do desenvolvimento integral dos educandos.

Escopo: Refletir acerca da importância da linguagem musical na formação integral do sujeito e apresentar sugestões práticas de como fomentar uma Educação Musical qualificada na escola e realizada por docentes que não têm formação específica na área da música.

Siga-nos nas redes sociais!

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram